Diário da Manhã

terça, 15 de junho de 2021

Notícias

Recuperando da Apac é aprovado para estudar na UFPel

Recuperando da Apac é aprovado para estudar na UFPel
14 maio
08:55 2021

faixa parabenizando pela conquista é semelhante a muitas outras expostas nas fachadas das casas de aprovados para o ingresso no ensino superior. Mas a homenagem feita a Lucas Lessa Canto, 30 anos, tem um significado diferente. O jovem recebeu o reconhecimento dos companheiros e da equipe diretiva da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de Pelotas, após ser aprovado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para cursar a licenciatura de Educação Física na Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Lucas é um dos 20 recuperandos da Apac, método baseado no cumprimento de uma rotina diária de disciplina, laborterapia, profissionalização, trabalho, família e espiritualidade, em que os detentos são corresponsáveis pela própria recuperação. A vontade de cursar uma faculdade sempre foi um desejo distante que se tornou um objetivo de vida assim que o jovem chegou na Apac em setembro do ano passado.”Eu consegui concluir o ensino médio no primeiro ano que cheguei no presídio – já fiquei feliz. Quando eu fui pra Apac e um mês depois soube que iria ser pai, resolvi agarrar a oportunidade de fazer o Enem – foquei, contei com o apoio da minha família, com o pessoal da Apac. Se a gente realmente quiser, a gente vai alcançar. Hoje eu posso dizer que eu sobrevivi ao sistema. Consegui transformar o período mais sombrio da minha vida em grandes conquistas. Eu provei que é possível “, relata ao destacar que apesar da rotina de muitas tarefas do início ao fim do dia, todas às tardes se dedicou ao estudo, além de se atualizar acompanhando telejornais.

Boa pontuação no Enem garantiu a vaga no curso de Educação Física da instituição federal

A vitória de Lucas

Apesar do grande aumento do número de vagas nas universidades, o ensino superior ainda é uma raridade para os mais de 750 mil presos do Brasil, especialmente nas universidades públicas. Casos como o do Lucas podem ser contados nos dedos.

O presidente da Apac Pelotas, Leandro Thurow, conta que Lucas foi condenado a 14 anos de prisão. A pena foi iniciada em regime fechado em 2018. Com um histórico de bom comportamento, teve a oportunidade de cumprir o restante da sua pena na Apac e já tem previsão de progressão para o semiaberto no próximo ano. Ao chegar à Associação, o jovem começou a participar de oficinas de música e leitura, de aulas de redação ofertadas por voluntários, e de um aulão preparatório para o Enem.”A aprovação do Lucas no Enem confirma o objetivo da Apac que é devolver a pessoa para a sociedade, melhor do que ela chegou. Aí estamos de fato contribuindo para a pacificação da sociedade dentro da lógica do Pacto Pelotas pela Paz”, disse Thurow, que aproveitou para destacar o trabalho dos voluntários que ajudaram Lucas na conquista da aprovação.

A pontuação de Lucas

O recuperando realizou as provas do Enem nas dependências da Apac e obteve média geral de 580 pontos e de 680 pontos na redação. Ele conquistou a vaga no curso de licenciatura em Educação Física da UFPel pelo sistema de cotas.

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções