Diário da Manhã

domingo, 25 de agosto de 2019

Notícias

 Mais recentes

SÉRIE B : Brasil PAPA o Botafogo em Ribeirão Preto

15 julho
08:26 2019

Por: Henrique König

Jogadores celebram: com Papa, Brasil evitou queda no Estadual, passou de fase na Copa do Brasil e venceu fora na B Foto: Carlos Insaurriaga / GE Brasil

Jogadores celebram: com Papa, Brasil evitou queda no Estadual, passou de fase na Copa do Brasil e venceu fora na B
Foto: Carlos Insaurriaga / GE Brasil

A melhor das impressões. Assim o Brasil deixou Ribeirão Preto, na inauguração do espaço Arena Eurobike, no estádio Santa Cruz em jogos oficiais. Contra o Botafogo, o selo xavante foi carimbado com um primeiro tempo de puro aproveitamento ofensivo. A vitória por 3 a 2 fora de casa fez o Rubro-Negro pelotense subir ao 10º lugar na tabela, com quatro vitórias e cinco derrotas. Rafael Grampola, Murilo Rangel e o zagueiro-artilheiro Leandro Camilo fizeram os gols, em jogo que ainda contou com pênalti inexistente marcado contra o Brasil. Agora, com Bolívar de técnico nos trabalhos desde hoje, o Xavante se prepara para enfrentar o Paraná Clube, na quinta, 21h30, no Bento Freitas, na 10ª rodada.

MUDA O NOME PARA ARENA XAVANTE

O Espaço Arena Eurobike havia sido inaugurado em amistoso contra o Corinthians, vencido pelo Botafogo. Mas em jogo oficial, só deu Xavante. As tentativas de pressão do Botafogo eram breves e rechaçadas. Quem saiu na frente foi o Brasil: lançamento, escorada de Grampola, ajeitada de Branquinho e Grampola chutou de canhota para rede.

O Botafogo empatou em pênalti inexistente, quando Carlos Eduardo deu um bote na bola. Mesmo com muita reclamação xavante, Rafael Costa cobrou para o 1×1. Mas os deuses do futebol não gostam de injustiça. Bruno Paulo mostrou seu valor, deu passe preciso para Murilo Rangel concluir na área: 2×1 para o Brasil.

Os locais sentiram o golpe e, perdidos, ainda viram Branquinho sacanear o marcador, cruzar e Leandro Camilo escorar a bola de primeira para vencer o goleiro Darley nos acréscimos. Na volta, o Brasil jogou menos, se defendeu e foi vazado somente por Higor Meritão, principal nome botafoguense na etapa. Ele fez um golaço de longe e quase acertou o ângulo em outra tentativa. Mas foi só:

Brasil derrotou quem abriu a rodada na vice-liderança. A sequência da Série B é com o empolgado Bolívar.

FICHA TÉCNICA: BOTAFOGO 2×3 BRASIL

BOTAFOGO-SP: Darley; Lucas, Leandro Amaro, Naylhor e Pará; Willian Oliveira (Higor Meritão), Jonata Machado (Felipe Saraiva), Marlon Freitas, Murilo, Erick Luis (Henan) e Rafael Costa. Técnico: Roberto Cavalo.

BRASIL: Carlos Eduardo; Ricardo Luz, Heverton, Camilo e Sousa (Washington); Leandro Leite, Carlos Jatobá (lateral após a lesão de Sousa), Murilo Rangel (Diogo Oliveira), Branquinho (Elias), Bruno Paulo e Rafael Grampola. Técnico: Gustavo Papa.

  • ÁRBITRO: Andrey Silva, auxiliado por Marcio Gleidson e Luis Diego Lopes (trio do Pará).
  • GOLS: Rafael Grampola (13’), Murilo Rangel (38’) e Leandro Camilo (47’). | Rafael Costa e Higor Meritão.

CLASSIFICAÇÃO

Imagem 11

Imagem 12

Imagem 13

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções