Diário da Manhã

segunda, 27 de junho de 2022

Notícias

 Mais recentes

IFSUL/PELOTAS : Alunos destaques na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

09 dezembro
08:20 2019

O câmpus Pelotas do IFSUL encerrou sua participação na 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) com bons motivos para comemorar. Dos 18 alunos que concorreram na edição 2019, seis conquistaram medalhas – duas de ouro, duas de prata e duas de bronze. Realizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), o evento deste no ano reuniu cerca de 800 mil estudantes de escolas públicas e privadas de todo o país, dos ensinos fundamental e médio.

As medalhas de ouro foram conquistadas pelos estudantes Bruno Gevehr Fernandes, do curso técnico em eletrônica, e Leonardo Vellar Augé, matriculado no Colégio Gonzaga, mas que integra a equipe de preparação do câmpus Pelotas que participa dos cursos de matemática pura e aplicada.

Prata na OBA de 2018, Bruno começa a construir um invejável currículo em competições deste tipo. No ano passado, ele foi o único aluno gaúcho medalhista na Olimpíada Nacional de Ciências (ONC), que contou com a participação de mais de 200 mil estudantes de todo o Brasil. Também conquistou a prata na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (Obfep), ouro na Tubarão de Matemática e prata no Canguru Matemático e na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep).

Já Leonardo, em 2018, concorreu no nível 3 da OBA, destinado a alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental. Este ano, agora no nível 4, que reúne estudantes do ensino médio, ele conseguiu repetir o excelente desempenho e faturar o tão cobiçado ouro pela segunda vez..

George Furtado de Borba e Luiz Eduardo Richardt de Azevedo, ambos do curso técnico em eletrônica, ficaram com a prata. Os dois já são bastante conhecidos na unidade de ensino por conta do desempenho em competições na área de ciências exatas.

Luiz Eduardo foi prata na edição 2017 da OBA, bicampeão da Olimpíada Gaúcha de Física (OGF) – 2017/2018, e ouro na Olímpiada Regional de Matemática do IFSul (ORM-IFSul) em 2017 e na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), também em 2017. Enquanto que George levou, em 2017, prata na OGF e na ORM-IFSul e bronze na Obfep.

Entre os medalhistas de bronze da OBA 2019, estão Camile Rosin de Sousa, do curso técnico em eletrônica, e Gabriel Schwartz Schellin, do curso técnico em química. Camile conquistou o ouro na OBA do ano passado, resultado que lhe garantiu até uma homenagem da Procuradoria da Mulher, da Assembleia Legislativa (AL/RS).

CONQUISTAS na área de Astronomia e Astronáutica

CONQUISTAS na área de Astronomia e Astronáutica

Estreante na OBA, Gabriel comemorou muito a sua primeira medalha. Para ele, o bronze resume parte do sentimento de satisfação em poder representar bem o câmpus Pelotas. Sobre a prova deste ano, ele elegeu as questões de física como o seu calcanhar de Aquiles.

Segundo o professor de física do câmpus Pelotas, Paulo Ricardo Alcântara Goulart, cinco dos seis medalhistas da unidade de ensino na OBA 2019 foram convidados para participar da pré-seleção às Olimpíadas Internacionais de Astronomia 2020 (fase online). O objetivo é formar as equipes brasileiras que vão representar o país na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA, em inglês) e na Olimpíada Latino Americana de Astronomia e Astronáutica (OLAA).  Os melhores classificados na fase online serão convidados para as provas presenciais, que vão ocorrer no início de março de 2020.

Já Leonardo Vellar Augé e George Furtado de Borba, por conta do excelente desempenho na 22ª OBA, sobretudo nas questões de astronáutica, foram selecionados para a 27ª Jornada Espacial. O evento será realizado de 1º a 7 de dezembro, em São José dos Campos (SP).

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções