Diário da Manhã

sexta, 21 de setembro de 2018

Notícias

 Mais recentes

FOI SOFRIDO! Pelotas vence na força da camisa

12 março
08:10 2018

Foi preciso a equipe ter muita superação para conquistar a virada por 2 a 1 diante do Guarani/VA na Boca do Lobo

O Pelotas sofreu, precisou de muita garra e da expulsão de um jogador adversário para vencer o Guarani de Venâncio Aires por 2 a 1, de virada, sábado, na Boca do Lobo, pela segunda rodada da fase classificatória da Divisão de Acesso. Com o resultado, o Lobão chegou ao terceiro lugar do Grupo A, com quatro pontos – dois atrás dos líderes Bagé e Aimoré. Já o Guarani está na quinta colocação, com três.

Pelotas vence o Guarani por 2 a 1 na Boca do Lobo: precisou se recuperar no segundo tempo para chegar à virada Foto: Tales Leal/Assessoria ECP

Pelotas vence o Guarani por 2 a 1 na Boca do Lobo: precisou se recuperar no segundo tempo para chegar à virada
Foto: Tales Leal/Assessoria ECP

Depois de cinco meses, o Pelotas voltou a jogar diante de seu torcedor. O ambiente na Boca do Lobo era de expectativa positiva em relação ao rendimento do time. O primeiro tempo foi decepcionante. A equipe teve dificuldade para jogar no meio-campo, abusou da ligação direta para os atacantes e só levou perigo na bola parada. Para piorar a situação, aos 14 minutos, Guto acertou um lindo chute de fora da área e colocou a bola no ângulo. Guarani: 1 a 0.

É verdade que o Pelotas criou – mesmo produzindo pouco – chances para empatar a partida, mas também poderia ter tomado o segundo gol num erro de saída de bola. Carlão Farias errou o passe para Juliano Tato, Willian recuperou a bola e deu o passe para Jailton, que chutou para fora, livre na frente de Giovani.

JEFERSON DECIDE – O Pelotas foi outro no segundo tempo, com Jeferson Luís no lugar de Rodrigo Vitor, mas jogando mais perto do centroavante Giancarlo – destaque da partida. A pressão se tornou ainda mais intensa aos 20 minutos, quando o Guarani ficou com menos um jogador em campo – Vinícius foi expulso.

Aos 28, depois de uma cobrança de escanteio, a bola bateu no travessão, e Jeferson empurrou a bola para a rede. Os jogadores do Guarani reclamaram do auxiliar Pablo Sebastian de Melo de que a bola não teria entrado. O segundo gol saiu, aos 35. Juliano Tatto cruzou da esquerda, Jeferson dividiu com zagueiro e o goleiro para completar a jogada.

PELOTAS

Giovani

Adriano Lara

Walace

Carlão Farias

Juliano Tatto

Tiago Gaúcho

Rodrigo Vitor (Jeferson)

Jean Roberto (Germano)

Jarro (Giovane Gomes)

Edu Amparo

Giancarlo

Técnico: Paulo Porto

 

GUARANI/VA

Otavio

Selton

Rafael Klein

Vinícius

João Paulo

Maxi

Guto

Willian (Guilherme)

Kelvin (Rafael Carioca)

Thalles

Jailton (Alagoano)

Técnico: Vanderson Pereira

 

  • Local: Estádio da Boca do Lobo, Pelotas
  • Árbitro: Bruno Matos
  • Auxiliares: Pablo Sebastian Melo e Haury Temp
  • Cartões amarelos: Jean Roberto (P); Rafael Klein, Vinícius e Max (G)
  • Cartão vermelho: Vinícius (G)
  • Gols: Guto (14min do primeiro tempo); Jeferson Luís (28 e 35min do segundo tempo)

Notícias Relacionadas

Comentários ()

Seções